ArquivoMarço, 2013

 

25

mar 2013

Conceito High-low

Conceito high-low

Ambiente de Guilherme Torres

Misturar peças sofisticadas com outras mais simples e baratas é o que se chama de high-low. O conceito, inaugurado pelos fashionistas nos anos 90 e que conquistou antenados e celebridades por todo o mundo, agora ultrapassa os limites da moda e invade o mundo da decoração.

As peças high são as que possuem alto valor agregado, geralmente são produtos de design assinados ou obras de arte. São peças que, por si só, conferem ao ambiente uma assinatura diferenciada. Pode ser, por exemplo, uma poltrona de design exclusivo, um pendente superbacana ou um sofá diferenciado.

Já as peças low fazem um contraponto a esse aspecto sofisticado – são básicas e servem para complementar o espaço. As peças low podem ser garimpadas em antiquários, ferros-velho, supermercados, ou seja, são exatamente aqueles objetos que não damos valor quando estão isolados, mas que em conjunto com outros móveis podem dar charme e personalidade ao ambiente.

Ou seja, criar diálogo, um conjunto harmônico entre os dois estilos, é exatamente o segredo do high-low. Uma peça de desenho reto pode conviver com outra de design fantástico. Uma mesa lateral pode combinar tanto com um adorno de valor financeiro ou com um adorno de valor afetivo. Ladeando uma cama, podemos ter um criado mudo básico e uma mesa de família superantiga.

 

 

  • by clarissa
  • 1 Comment
  • mar 25, 2013
  • Standard

08

mar 2013

Construindo um Lar Sustentável

A moradia é a nossa terceira pele. Dentro dela nos sentimentos seguros e protegidos. A habitação além de ser um direito de todos é uma necessidade, assim como a alimentação.

A habitação não deve ser vista apenas como abrigo, ela deve ser saudável, deve ser confortável e deve estar em conformidade com o meio ambiente.

Por ser a construção civil uma atividade que demanda de produtos com substancias voláteis venenosas e materiais cancerígenos a bio-construção e os critérios verdes se tornaram fundamentais para diminuir os danos ao meio ambiente e ao homem.

Uma moradia projetada dentro dos critérios verdes prevê aproveitamento das condições naturais locais.

  • Orientar a fachada principal para o norte (Hemisfério Sul);
  • Integrar a espaços verdes, diminuindo dessa maneira a impermeabilização total do solo;
  • Usar materiais de construção locais sempre que possível;

Um exemplo de moradia sustentável é a Casa Pit, foi construída afundada no solo para tirar proveito da massa da Terra que mantém o conforto térmico ao longo do ano. Invernos quentes e verões frios no seu interior. O telhado isolante verde é uma extensão da paisagem natural. A piscina é aquecida por um sistema geotérmico que ajuda a regular a temperatura do ambiente. Grandes painéis de vidro permitem economia de energia já que se utiliza da iluminação natural durante todas as horas de sol.

eh_060213_06

Leia mais →

 

  • by clarissa
  • 0 Comment
  • mar 08, 2013
  • Standard

08

mar 2013

Sustentabilidade e Consumo Consciente

E com grande satisfação que venho falar sobre um tema ao mesmo tempo tão vasto quanto especializado: A sustentabilidade. Meu olhar geográfico e de ambientalista irão nortear a primeira parte desse artigo e minha visão de designer irá concluir (ler artigo “Construindo Um Lar Sustentável” e “Convertendo Uma Casa Em Um Lar Ecológico).

1

Foi a partir do séc. XVIII que o homem começa a se colocar como centro do universo, um ser que  esta acima da natureza e esta existe de maneira inesgotável apenas para suprir suas necessidades.

Hoje sabemos que se não houver uma mudança drástica na forma como o homem vê e se porta em relação ao Planeta Terra o ser humano vai consumar o seu maior feito “a destruição do próprio Planeta”, que o sustentou, abrigou e o alimentou.

Precisamos ultrapassar os limites da divisão HOMEM X NATUREZA para que possamos ter um Planeta com capacidade de regeneração e sustentação. Precisamos substituir o EGO pelo ECO.

551446_542521269114286_1825425123_n

 

Essa sustentabilidade obriga ouvir os animais, as plantas e fazer algo, arregaçar as mangas e agir enquanto há tempo.

O Planeta pede socorro, não adianta apenas discutir e esperar das autoridades providencias. O agente transformador mais poderoso é o “mercado consumidor”,  isso significa que sou eu, são vocês.  Por isso acredito que a sustentabilidade deve ser inerente ao individuo e que ela só será eficaz quando esse individuo aprender a consumir de maneira consciente.

Leia mais →

 

  • by clarissa
  • 0 Comment
  • mar 08, 2013
  • Standard

04

mar 2013

Vintage ou Retrô?


retrô

 

Vintage: é uma palavra que deriva do latim “Vindêmia”, que significa o ano da safra de um vinho. Mas atualmente é usado para se referir a qualquer coisa antiga e que mantém suas características originais.

Retrô: é um produto que usa a estética visual de antigamente, mas com a tecnologia atual. Trata-se de uma releitura do objeto.

 

 

  • by clarissa
  • 0 Comment
  • mar 04, 2013
  • Standard